CUIDADO COM A HELICOVERPA, ELA QUEBROU MAIS UMA BARREIRA.

0

Nas últimas semanas, a pressão de Helicoverpa estavam altas, com grande ataque as lavouras de soja. Um problema na região, no entanto levou maior atenção a equipe da Fundação Chapadão. Um ataque de Helicoverpa armigera a tecnologia Intacta RR2 Pro. Uma área de Chapadão do Céu/GO, vinha apresentando um certo ataque nestas duas últimas semanas, e a Fundação Chapadão foi chamada para acompanhar o caso. A infestação apresentava em determinados locais infestações de 2 a 4 lagartas por metro de linha da cultura, com médias de até 11% das plantas infestadas em determinados locais (pontos). Aguardou-se certo tempo a fim de que as lagartas se alimentassem das folhas de soja e a empresa que havia comercializado a semente foi chamada. A mesma entrou-se em contato com a detentora da tecnologia Intacta, a qual enviou um técnico com os kits para conferir se havia mistura de sementes. Com a presença dos técnicos da Fazenda, Fundação Chapadão e Monsanto, se verificou que o talhão não apresentava misturas, onde 100% das plantas coletadas expressavam a tecnologia Cry1Ac, a qual apresentava resultados muitos satisfatórios de controle de lagartas de H.armigera até a safra 2016/2017.

Na amostragem por curiosidade dos técnicos as lagartas de Helicoverpa armigera foram maceradas e analisadas com os kits, onde indicou a presença de Cry1Ac. Ou seja as lagartas estavam se alimentando da cultura, ingerindo a proteína, e não estavam sendo controladas. Talvez seja o primeiro caso no Brasil com este problema.

A área foi aplicada para se controlar esta população evitando que a mesma se reproduza, e cause mais prejuízos a outros produtores da região.

De ordem a Fundação Chapadão orienta aos produtores que aumentem o monitoramento das suas lavouras (tanto a soja convencional não Bt, como a Bt), e qualquer outro caso entrem em contato para auxiliar nas medidas de contenção desta importante praga, evitando prejuízos como ocorrido em safras passadas.

Para maiores detalhes os pesquisadores e técnicos da Fundação Chapadão estão à disposição para o manejo das referidas pragas. O nosso telefone para contato é 67.3562-2032.

Publicado por: O Correio News

Fonte: Equipe Pragas e Plantas Daninhas – Fundação Chapadão.

Compartilhar

Sobre o autor

O agroreporter é um blog sobre o Agro no Brasil e no mundo, trazendo notícias relevantes, agenda com os principais eventos e cursos do setor e conteúdos inéditos para o leitor acompanhar. Fique por dentro! Compartilhe e comente nosso conteúdo nas redes sociais.

Deixe uma resposta