PERDAS NA COLHEITA DA SOJA

0

A produção de soja no Brasil apresenta números cada vez mais convincentes de que há crescimento na área. Hoje, a atividade tem uma importância muito grande para a economia brasileira. Dentro do processo de produção, a colheita da soja é uma etapa de extrema relevância.

O momento de colher o alimento é também o que os agricultores avaliam a qualidade e sucesso de sua produção. É criada uma expectativa muito grande acima dos resultados que serão apresentados, afinal, é nesse momento que se tem a definição quanto a dedicação e tecnologia usada durante o processo produtivo.

Isso porque quando a produção não é feita de forma adequada pode significar perdas significativas para os agricultores. O desperdício de grãos é a principal e mais sentida delas. Embora possa trazer sérios problemas para o agricultor, muitas vezes, é difícil de perceber tal deficiência produtiva.

E os principais motivos que fazem com que grãos sejam desperdiçados na colheita de soja e quando há a operação indevida das colhedoras; quando o monitoramento do processo não é feito diariamente; e quando há negligência econômica por parte dos responsáveis pela produção.

Esses fatores deficitários podem ocorrer separadamente, mas são problemas ainda mais profundos quando acontecem simultaneamente.

Desperdício na colheita da soja

Quando falamos em soja o desperdício ainda pé o principal empecilho para que o produtor consiga desenvolver o seu trabalho perfeitamente.  E, em alguns casos, o problema com a qualidade dos grãos pode significar problemas ainda mais profundos do que se possa imaginar.

Para a Embrapa Soja, instituição responsável pela produo do alimento no Brasil, para se adequar aos padrões internacionais é tolerável que o produtor apresente perda de, no máximo, uma saca de 60 kgs por hectare.

Mas, o Brasil não apresenta números muito animadores quanto a isso, já que no país a média de perda de grãos durante a colheita da soja é de 2 ou 3 sacas do alimento por hectare. O que coloca o país em um nível de produção que desperdiça muito do que produz.

Porém é possível fugir desses problemas. Nesse caso, uma técnica simples pode diminuir consideravelmente os problemas dos produtores de soja com o desperdício.

Aferição na colheita da soja

Esses problemas podem ser evitados quando o produtor usa um mecanismo simples desenvolvido pela Embrapa e que podem combater facilmente o problema. Trata-se de um kit para a aferição na produção e, consequentemente, menor desperdício da soja.

É usado um copo medidor e uma armação de metros quadrados junto à tecnologia das colheitadeiras e com isso se pode ter uma determinação de quantos grãos foram desperdiçados na produção.

Além disso, um manual também é cedido aos produtos junto com a tecnologia, o que faz com que os produtores tenham maior domínio sobre o assunto e conheçam as métricas produtivas.

Dessa forma, pé possível descobrir questões qualitativas e quantitativas da produção sem que seja necessário comprometê-la.

Sabendo que o desperdício de grãos é o principal vilão dos produtores durante o processo de colheita da soja, esse equipamento desenvolve uma função econômica e social fundamental para o país.

Compartilhar

Sobre o autor

O agroreporter é um blog sobre o Agro no Brasil e no mundo, trazendo notícias relevantes, agenda com os principais eventos e cursos do setor e conteúdos inéditos para o leitor acompanhar. Fique por dentro! Compartilhe e comente nosso conteúdo nas redes sociais.

Deixe uma resposta